CONVÉS PRINCIPAL – Abertura do Ano Cultural 2022 na EFOMM-CIAGA

A banda “Big Band – Fuzishow” foi a atração principal do evento.

No dia 29 de Março foi realizada a abertura oficial do Ano Cultural da “Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante” (EFOMM) do “Centro de Instrução Almirante Graça Aranha” (CIAGA), localizado no Rio de Janeiro (RJ).
O evento ocorreu no Auditório “Almirante Newton Braga”, sendo promovido pela SAMM (Sociedade Acadêmica da Marinha Mercante) e serviu para o início das atividades culturais do ano letivo desenvolvidas pelos Alunos, fazendo parte da formação sociocultural e intelectual daqueles que em breve estarão singrando os mares imensos e fascinantes.
O Coral “Visconde de Mauá”, composto por 30 alunos e alunas dessa Escola de renome, efetuou a abertura com sua apresentação, acompanhados pela Banda do Grêmio de Música dos Alunos.
O evento ainda contou com a participação de 23 músicos do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), também denominada de “Big Band – Fuzishow”, que entoaram canções consagradas, nacionais e internacionais.
Atualmente o Comandante do CIAGA é o Contra-Almirante Paulo Vecchi Ruiz Cardoso da Silva, leitor de nossa coluna, que vem realizando excelente trabalho em prol da Marinha Mercante Brasileira. (Foto e colaboração: Marinha do Brasil).

Túnel do Tempo: Posses de Superintendentes da Fronape

Assunção do Comandante Sá Carvalho.
Assunção do Comandante Barcellos em 1982.

O Túnel do Tempo de hoje mostra dois grandes significativos eventos ocorridos há 40 e 60 anos atrás, por ocasião das Posses de Superintendentes da Fronape (Frota Nacional de Petroleiros).
Na primeira foto, datada de 07 de Fevereiro de 1962, o Comandante Sá Carvalho assumia o cargo na grande Fronape, subordinada diretamente a Petrobrás. Isso ocorria exatamente 60 anos atrás.
Na segunda foto, temos a assunção do Comandante Barcellos como Super, registrando ainda a presença do Almirante Saboia Presente, ocorrido em 05 de Março de 1982, no momento em que vários navios estavam sendo construídos, expandindo a frota nacional.
Dessa época para alguns anos atrás, muitos navios navegaram por longos períodos, alguns sendo alienados, em 2020 e 2021, frutos das competências das tripulações que conseguiram mantê-los operacionais.

Hoje postamos os últimos registros do Casamento Comunitário realizado pelo Clube Rotary Satélite Vésper

Noivos perfilados para o Casamento Comunitário
Familiares dos noivos também participaram do Casamento Comunitário.

Na coluna, postamos as últimas fotos do grandioso evento “Casamento Comunitário” ocorrido em 20 de Março, tendo o “Rotary Club Satélite do Rio de Janeiro – Rio Comprido Vésper” e demais instituições participantes cumpridos com seus deveres.
Parabéns aos organizadores e a todos os presentes no evento. (Fotos: Roberta Nobre, cedida pelo Rotary Vésper).

Operação “Ágata Conjunta Amazônia” continua no combate ao crime

Depois de várias apreensões de materiais e drogas ilícitas, além de detenções de suspeitos e contraventores, a “Operação Ágata Conjunto Amazônia” tem intensificando suas atuações no sentido de coibir a prática de crimes na região norte do país.
A Força Naval Componente da Marinha e da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar do Estado do Amazonas apreenderam, em 28 de Março, uma draga no Rio Japurá, interior do Estado do Amazonas, avaliada em R$ 10 milhões.
Aproximadamente 400 gramas de ouro, quatro balanças de precisão, 1 espingarda com 32 munições calibre 20, 6 celulares, 2 rádios comunicadores, além de diversos materiais, foram apreendidos, fruto das ações de inteligência e reconhecimento realizados pela Força Aérea Componente. Quatro suspeitos foram detidos.

RUMO CERTO.

  • Um dos lemas da “Academia Brasileira de Medalhística Militar” (Abrammil) é “Amor por princípio, Disciplina por base e Progresso por fim”, que também faz parte do seu hino.
  • Nosso amigo Fábio Lobato, administrador da empresa “Anchor”, realizando vários cursos no segmento onshore e offshore. É uma pessoa do bem.
  • Nosso amigo Capitão de Longo Curso Danrlei Pinheiro é o Delegado do Sindmar em Belém (PA). Está sempre atuando em defesa dos direitos dos marítimos nacionais.
  • O Capitão de Longo Curso Ricardo Alfredo, que agora desfruta de uma boa aposentadoria ao lado da família, se diz leitor assíduo da coluna, lendo todas edições quando publicadas. Nossos agradecimentos, meu amigo.
  • Recebido agradecimentos do nosso amigo Altair Souza, pela publicação do seu nome. Ele já esta no seu primeiro dia de integração na Vale.
  • Outro leitor de nossa coluna é o Capitão de Mar e Guerra Enes, Comandante do CIABA, que sempre agradece quando da publicação de matérias sobre nossa querida “Universidade do Mar”.
  • O Capitão de Cabotagem Milton Imbiriba, também conhecido como “Miltão” ou “magrão”, era um exímio corredor dos 400 metros livres, quando no tempo de escola. Será que hoje aguentaria correr ao lado do colunista?
  • Outro colega corredor da época, o Oficial de Máquinas Renato Pinto, ainda mantém a forma, disputando competições ao nível da nossa idade. Ganhou várias medalhas recentemente em torneios onde disputou.
  • O Capitão de Mar e Guerra (EM) Paiva vem realizando excelente administração na Base Naval de Val de Cães (BNVC). Tem ao seu lado o Capitão de Fragata Carlos Evandro da Cunha Bezerra, que já foi Imediato dessa organização militar.
  • Um abraço do colunista a madrinha do NT “Oscar Niemeyer”, Dill Muller. Com certeza ela sente saudades do seu afilhado, que continua cumprindo suas missões.

NAVEGANDO

A hidrovia Tietê-Paraná voltou a operar com calado de 2,7 metros, após a retomada gradativa ao iniciar com 2,4 metros. Atualmente a hidrovia é administrada pelo Departamento Hidroviário de São Paulo, estando agora com sua capacidade normal de navegação, depois de uma grande falta de chuva que ocorreu nessa região.

A Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) autorizou cinco empresas a operarem na navegação. São elas: “R.R. Transportes Hidroviários do Tapajós Ltda” de Santarém (PA), a “A. A. Brito P. & L. Brito Ltda” também do Pará, a “K. G. de Araújo Navegações Eirelli” do Amazonas, a “ASN Log – Logísitca e Consultoria Naval Eirelli” de Belém (PA) e a “Wize Port Service Ltda” de Paranaguá (PR). Essas autorizações têm validades por prazo indeterminado.

A empresa “Wilson Sons” tem atuado em vários portos brasileiros como o da Ponta da Madeira (MA), Açu (RJ), Itaguaí (RJ), e Tubarão (ES), auxiliando no apoio para a exportação de minério de ferro, cujo principal destino é a China, que responde por 70% das importações. O setor continua crescendo.

Novo Projeto de Lei (PL) propões passar regulação econômica da Praticagem para Antaq, mesmo a categoria não sendo informada. Os Práticos são conhecedores de determinadas regiões portuárias ou de navegações. A proposta já foi apresentada pelo Executivo, ganhando prioridade para ser apreciada pela Câmara dos Deputados, que juntamente tiraram os empregos dos marítimos brasileiros para entregar aos estrangeiros.

A Marinha do Brasil sempre atuando para a salvaguarda da vida humana no mar. No dia 25 de Abril, por meios da Capitania Fluvial do Pantanal (CFPN) e do Corpo de Bombeiros de Corumbá, foi realizado o resgate de uma família de ribeirinhos (um casal e duas crianças), que ficaram a deriva em uma embarcação miúda no rio Paraguai.

A Operação Conjunta “Poseidon 2022”, conduzida pela Marinha do Brasil, envolve as três Forças Armadas no Rio de Janeiro, entre a cidade maravilhosa e o Cabo Frio, com previsão de término para o próximo dia 09. Vários exercícios de aprimoramento e emprego conjunto entre as Forças Singulares nas operações aéreas com navios são realizados no momento.

Vídeo comemorativo ao Bicentenário da Independência do Brasil destacando feitos históricos foi lançado pelo Ministério da Defesa, em campanha interministerial junto ao Governo Federal. No ano em que completa 200 anos do Grito do Ypiranga, vários fatos, personalidades, projetos e símbolos históricos são apresentados no vídeo.

O 2º Batalhão de Infantaria de Selva (2º BIS), localizando em Belém (PA), unidade de combate do Exército Brasileiro, realizou nos dias 28 e 29 de Março a “Operação Gorro de Selva”. Esse exercício desenvolve os conhecimentos básicos dos recrutas e Alunos do “Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva” (NPOR) que servem nas organizações militares da região amazônica.

Tirando as dúvidas sobre os comentários do colunista em relação aos tripulantes brasileiros terem capacidades de concorrer de igual para igual com os estrangeiros: cito a operação no Golfo do México, onde vários navios operaram em Ship to Ship ao mesmo tempo, aproveitando a trégua que o mal tempo deu. Os brasileiros tiveram menos de 24 horas de estadia amarrados, mais precisamente 21:54 horas.

A operação em sim levou 18:30 horas de bombeio, consideradas uma das mais rápidas e eficientes do navio. Não houve atrasos e tudo ocorreu dentro das condições de segurança. Na tarde do dia 03 de Abril, o navio desamarrava e seguia para seu destino no Brasil. Enquanto isso, os vários estrangeiros permaneceram amarrados e operando. Esses comentários por si só já demonstram que temos as condições necessárias de tripular navios brasileiros, de bandeiras brasileiras, concorrendo com gringos. Está escrito e não aumento. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next