NAVEGAÇÃO EM FOCO – 25 anos do primeiro embarque de soja na Amazônia

Registro durante a manobra do navio “Kalliopi L”: Prático Lins Barbosa, Capitão John Asuncion e Jander dos Santos

Na última quinta-feira (12), a Hermasa comemorou 25 anos do primeiro embarque de soja no terminal que fica em Itacoatiara, no Estado do Amazonas. O embarque histórico foi realizado no dia 12 de Abril de 1997, no navio “Powhatan”, que carregou 52 mil toneladas de soja. Estiveram presentes, em um evento simbólico, o Presidente Fernando Henrique Cardoso; Ministro da Infraestrutura, José Serra; Executivos Grupo Amaggi, André Maggi e Blairo Maggi; Governador do Estado do Amazonas, Amazonino Mendes; Prefeito de Itacoatiara, Mamoud Amed.
Vale lembrar que este também foi o primeiro embarque de soja na Amazônia e, a partir de então, a Hermasa se tornou pioneira no embarque de soja na região. Além do terminal, foi criada a hidrovia do Madeira por onde navegam os comboios de balsas que transportam até 50 mil toneladas de soja, por viagem, até Itacoatiara.
A coluna também faz referência a dois colaboradores do Grupo Amaggi que participaram do embarque histórico: Vadislau Valência (Lau), na época, líder operacional que já está aposentado, e Jander Travassos dos Santos, que era operador de sala de controle. Jander ainda está na ativa como especialista em operações em terminais.

Dia do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro

Militares formados durante a cerimônia militar

No dia 12 de abril, foi comemorado, no quartel do 8º Depósito de Suprimento, em Belém, o Dia do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro. A Intendência, conhecida como “rainha da logística”, é responsável pelas atividades de suprimento e transporte de todos os tipos de materiais para manter a capacidade operativa e o estado de prontidão das Organizações Militares do Exército. Além disso, os militares de Intendência são responsáveis pela gestão orçamentária e financeira dos recursos alocados às unidades do Exército.
O dia do Serviço de Intendência é comemorado em 12 de abril em homenagem a data de nascimento do Marechal Carlos Machado Bitencourt, militar que foi responsável pela organização do fluxo logístico e do apoio às tropas federais durante a Revolta de Canudos. O Marechal Bitencourt também é conhecido por ter impedido a tentativa de assassinato ao então Presidente da República, Prudente de Moraes, oportunidade em que foi mortalmente atingido por um golpe de faca.
O 8º Depósito de Suprimento representa a atividade logística do Exército sendo responsável pelo recebimento, armazenagem e distribuição de materiais para as Organizações Militares do Exército nos estados do Pará, Maranhão e Amapá. Para tanto utiliza meios rodoviários e fluviais a fim de alcançar todos os rincões da Amazônia Oriental.
A solenidade contou com a presença do General de Divisão Miranda Filho, Comandante da 8ª Região Militar – Região Forte do Presépio – e de militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

Mares & Rios

Com a grande redução de casos de covid-19, a tradicional feira do pescado voltou a funcionar presencialmente, em Belém. Cerca de 30 toneladas de pescado foram ofertadas aos consumidores da capital em três pontos (Aldeia Cabana, Centur e Parque Shopping). A iniciativa foi do Governo do Estado com a Prefeitura Municipal de Belém, através da SECON/ DFMP.

Foi lançada ontem, pelo comandante da Marinha, almirante de esquadra Almir Garnier Santos, a agência “Marinha de Notícias”, um novo canal de comunicação que tem como objetivo produzir conteúdo jornalístico relevante, além de ser um canal direto de comunicação com a sociedade e formadores de opinião.

O Comandante Militar do Norte (CMN), general Chalella Júnior, visitou, entre os dias 4 a 6 de abril, a estrutura da operação “Acolhida”, uma força-tarefa humanitária de apoio aos refugiados venezuelanos, com atuação nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, em Roraima. O General Chalella esteve acompanhado da comitiva composta pelo Comandante da 8ª Região Militar, general de divisão Miranda Filho; assistente do Cmt Mil N, coronel Amaral; chefe do Centro de Coordenação de Operações, coronel Giron; e o Auxiliar do Estado Maior Pessoal do Comandante CMN), tenente Corrêa.

A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) recebeu, no dia 07 de abril, a doação de 150 toucas doadas pela Sociedade Amigos da Marinha do Pará (SOAMAR-PA) e a empresa de Praticagem Barra do Pará. Objetivo é contribuir com a campanha de prevenção ao escalpelamento realizada pela CPAOR, no Pará. As toucas serão distribuídas durante a realização de ações de fiscalização do tráfego aquaviário e palestras em escolas de comunidades ribeirinhas da região. O capitão dos portos, o capitão-de-mar-e-guerra, André Vieira, recebeu a diretora social da SOAMAR-PA, Rachel Gribel.

Como parte das ações da operação “Acre 2022”, o Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Doutor Montenegro” (U-16), subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas, cruzou a Ponte da União – Vale do Juruá, localizada em Cruzeiro do Sul (AC), com o objetivo de chegar à cidade de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, no Estado do Acre.

Por causa do nível baixo dos rios, Marechal Thaumaturgo não recebia a visita do Navio da Esperança há seis anos. O município fica a 1.552 quilômetros em linha reta da cidade de Manaus (AM), localizada no extremo oeste do Estado do Acre, fronteira com o Peru. Foram mais de 1.961 milhas náuticas percorridos até as comunidades ribeirinhas e indígenas que vivem alto do Juruá. (LOP).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next