CONVÉS PRINCIPAL – Homenagem da coluna: Capitão de Longo Curso Ricardo Alfredo Pereira da Cruz

CLC Ricardo Alfredo em sua última Passagem de Comando, ao lado do CLC Abel Sanca.

A coluna de hoje faz referência e homenagem a um dos grandes Comandantes que a Marinha Mercante Brasileira já teve: o Capitão de Longo Curso Ricardo Alfredo Pereira da Cruz, que hoje desfruta da aposentadoria ao lado da família.
Oriundo da turma de 1976 do CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha) teve sua formatura em 1978, quando então realizou a Praticagem. Após longa e brilhante carreira como Oficial, exerceu várias funções, sendo promovido a Comandante em 2000.
Recentemente esteve no Comando dos grandes navios Suezmax, de bandeira brasileira, fazendo a rota do exterior como China, Singapura, Golfo Pérsico e Europa. Encerrou a carreira no dia 05 de Outubro de 2021, passando o Comando do seu navio a outro colega de mesma categoria.
Nas fotos, temos o CLC Ricardo Alfredo ao lado do colunista, no momento em que recebia o Comando do NT “Dragão do Mar”, em 2020, e ao lado CLC Abel Sanca, quando transmitia o Comando pela última vez, vestindo o pijama.
Parabéns ao CLC Ricardo Alfredo pela contribuição dada ao país e ao povo brasileiro!

Inspeção Naval é intensificada pela Marinha do Brasil próximo à Abaetetuba (PA).

AvA “Soure” e LAR nas proximidades de Abaetetuba (PA).

No período de 14 a 16 de Abril, o Aviso-Auxiliar “Souré”, apoiada por uma Lancha de Ação Rápida (LAR) pertencente ao “Grupo de Embarcações Operações Ribeirinhas do Norte”, intensificaram sobremaneira as ações de Inspeção Naval e a Campanha de Prevenção e de Conscientização sobre Segurança da Navegação junto às comunidades ribeirinhas e aquaviárias da cidade de Abaetetuba (PA).
As unidades, subordinadas ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, tiveram como propósito prevenir e reprimir delitos praticados na região da Amazônia Legal. No total, foram inspecionadas 65 embarcações, sendo 22 notificadas e 22 apreendidas. (Foto e contribuição: Marinha do Brasil).

Por Imediato Ricardo Mendonça: A linguagem corporal e as emoções estão intimamente associadas

IMT Mendonça

A observação da linguagem corporal é fundamental para termos acesso aos primeiros processos fisiológicos/psicológicos de uma pessoa. Ela não vai revelar segredos, nem é mágica como você verá divulgado por muitos influenciadores digitais ou vendedores de livros.
O que há de comum nas teorias sobre emoções são esses três elementos: envolve uma ativação fisiológica; existe uma experiência subjetiva; predispõe para um comportamento.
Para que alguém se perceba emocionado, é preciso que nosso sistema nervoso seja ativado. Em questão de segundos, uma grande quantidade de diferentes substâncias químicas são liberadas na nossa corrente sanguínea, provocando efeitos fisiológicos que sentimos (nó na garganta, frio na barriga, arrepios, etc). Então, sob esse ponto de vista, as nossas emoções são fisiologicamente determinadas.
Além das sensações fisiológicas referentes às emoções, existe uma experiência subjetiva (consciente e não consciente), que está relacionada a esses estados fisiológicos. Normalmente, pode estar associada ao ambiente, à percepção de ameaças ou até mesmo aos nossos próprios pensamentos.
A linguagem corporal pode nos revelar o início das ativações fisiológicas relacionadas às emoções. Pode também, pelas suas sutis alterações em amplitude, frequência e qualidade dos movimentos corporais, indicar estados como nervosismo, reflexão e dúvida, entre outros.
No que diz respeito às expressões faciais e às micro expressões, o raciocínio é semelhante. Existem alguns movimentos sutis da musculatura facial que estão associados a certo grupo de emoções conhecidas como básicas.

Lavrador é homenageado pela Marinha do Brasil por ato heroico no Rio São Francisco

O Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Lima Filho, entregando o Prêmio ao Sr. Abenildo.

O Sr. Abenildo dos Santos, lavrador residente às margens do Rio São Francisco, foi homenageado pelo Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante André Moraes Ferreira, com o Prêmio “Salvaguarda da Vida Humana no Mar”.
O ato heroico ocorreu nas águas do “Velho Chico”, quando resgatou 4 náufragos de uma canoa de madeira que emborcou, nas proximidades do município de Porto da Filha, em Sergipe. As quatro vidas foram salvas pelo Sr. Abenildo.
A Cerimônia realizada na Agência Fluvial de Penedo, contou ainda com as presenças do Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, e do Capitão dos Portos de Alagoas, Capitão de Mar e Guerra Wendell Petrocelli de Lima.

RUMO CERTO.

  • Cordial conversa com o Cozinheiro Alécio e o Taifeiro Sabino, atualmente na “Flumar”. Dois grandes tripulantes.
  • O Taifeiro Sabino tem 38 anos de bons serviços na “Flumar”. Com certeza é uma história viva dessa empresa, cuja especialidade é navios químicos. Parabéns ao amigo, não é para qualquer um esse tempo de embarque.
  • O 1º Oficial de Náutica Anselmo, de grande conhecimento e capacidade profissional, estará em breve desembarcando para seu merecido repouso. Provavelmente terá novos horizontes.
  • A nossa querida Imediata Roberta, com todo o vapor, assumiu a função a bordo do NT “Machado de Assis”. Sucessos para ela e bom embarque.
  • O Comandante Américo e o Chefe de Máquinas Valente, em breve estarão chegando em porto brasileiro, após grande viagem para Portugal. Sejam bem vindos.
  • Conforme mensagem enviada pelo Capitão de Mar e Guerra Fábio da Silva Andrade, a coluna, além de matérias interessantes, também serve para rever os amigos que fez em Belém.
  • O Capitão de Longo Curso Cássio Lopes Guimarães enviou fraternal saudação rubro-negra. Ele que foi Gerente do colunista nos navios Suezmax. Um grande abraço ao amigo e nos encontraremos em breve no Terminal de Angra dos Reis.
  • Nosso amigo e colega, Condutor Mecânico Gerson Berto Faustino, agora curte repouso ao lado da esposa e da filhinha, após um longo período de embarque.
  • O Capitão de Longo Curso Marco Antônio Panda Carvalho já pensando no próximo embarque, mesmo ainda faltando dois meses. Sempre acompanhando os navios em sua casa.
  • O Capitão de Longo Curso Fabrício Lima de Souza, colega de turma, recentemente deixou o Brasil com destino a Singapura. Boa viagem ao amigo!

NAVEGANDO.

Nossa Marinha Mercante Brasileira já foi uma das maiores do mundo, incluindo a construção naval realizada em nosso país. Empresas como a “Costeira” e “Lloyd Brasileiro” realizavam a cabotagem e o longo curso. Hoje a construção naval está em baixa e temos poucas empresas que ainda adotam o marítimo brasileiro.

O Chefe de Máquinas Magalhães, que tem uma memória fantástica, relembrou mais um navio químico da Fronape. Além do “Quixadá”, “Quintino” e “Quitaúna”, também tivemos o “Quinca”, sendo quatro no total. Foram construídos na França e na Suécia. Parabéns ao Chefe, que tem viva a memória de épocas de glórias.

Relembrei na década de 90, mais precisamente em 1995, o embarque no NT “Jacarandá” da Flumar. Na época, os navios que faziam parte de sua frota: os químicos NT “Jacarandá”, NT “Angelim”, NT “Araucária”, além dos gaseiros “Jataí” e “Japeri”.

Alegria, festa e comemoração para os tripulantes do Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas”. A embarcação, subordinada ao Comando de Patrulha Naval do Sudeste, alcançou o feito inédito de mil dias de mar desde sua incorporação em 29 de Junho de 2012. Parabéns ao Comandante e sua tripulação.

O Presidente do Tribunal Marítimo, Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, visitou a Capitania dos Portos de Alagoas (PCAL) no dia 25 de Abril. Ele que foi Capitão dos Portos dessa Organização Militar no período de Julho de 2002 a Julho de 2004. Foi proferida a palestra “O papel do Tribunal Marítimo” com a Comunidade Marítima.

Os Navios Hidroceanográficos “Almirante Graça Aranha” (H-34) e “Cruzeiro do Sul” (H-38) atuaram na delimitação e consolidação da Amazônia Azul durante o mês de Março. O Poder Marítimo demonstrando o desenvolvimento do País e da Ciência ao delimitar os espaços marítimos brasileiros.

Os Estados da Bahia e de Minas Gerais receberam nesse mês de Abril a emocionante apresentação da Esquadrilha da Fumaça da Força Aérea Brasileira. Os eventos fizeram alusão ao Descobrimento do Brasil e às cidades da região do Vale de Aço. Os municípios visitados foram Porto Seguro (22) e Ipatinga (23).

A Aeronáutica possui agora a primeira mulher qualificada como instrutora de voo na aeronave “H-50 Esquilo”. Trata-se gaúcha de Santa Maria (RS), Primeira Tenente Aviadora Maria Luísa Michelon Silveira. O helicóptero é utilizado para forjar os futuros pilotos de combate da “FAB”, por meio do Curso de Especialização Operacional em Asas Rotativas (CEOAR).

Os Ex-Combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Edson de Souza Campos e Nélson Peixoto Ribeiro Filho, prestigiaram e foram homenageados na Cerimônia dos “77 Anos da Tomada de Montese”, realizada pelo 11º Batalhão de Infantaria de Montanha, em 14 de Abril. Viva a FEB!

Na mesa do colunista o “Clipping do Tribunal Marítimo” do período de 14 a 24 de Abril, com notícias importantes do nosso Setor Marítimo e da Corte do Mar. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next