CONVÉS PRINCIPAL – Alunos da EFOMM-CIABA participam de Workshop de Orientação Profissional.

Uma representação composta por alunos da “Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante” (EFOMM) participou no dia 30 de Abril de importante “Workshop de Orientação Profissional”, no Colégio Integrado, em Belém (PA).
O evento envolveu oito Universidades, reunindo um público de aproximadamente 700 pessoas, com o objetivo de proporcionar aos alunos do Colégio Integrado as opções de escolhas profissionais.
As principais Faculdades e Universidades serão apresentadas anualmente nessa instituição de ensino fundamental e médio.
Os Alunos da EFOMM tiveram destaque especial, esclarecendo a forma de ingresso no “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA), sanando dúvidas e mostrando, por meio de fotos e filmes, as instalações da nossa tradicional “Universidade do Mar” e a sua rotina militar. (Contribuição e Foto: Assessoria de Comunicação Social – CIABA).

CIABA apoia Base Aérea de Belém na realização do Curso de Sobrevivência no Mar

Militares da Base Aérea utilizaram a infraestrutura do CIABA para realização do curso.
Simulação de resgate no mar durante o curso.

Importante Curso de Sobrevivência no Mar foi realizado no “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA), com o objetivo de aprimorar as técnicas de sobrevivência em ambientes costeiros e emergências no mar.
O público alvo foi 37 tripulantes das Unidades Aéreas subordinadas à “Base Aérea de Belém” (BABE) e um tripulante do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp-PA).
Os treinamentos ocorreram nos dias 18, 25 e 26 de Março, com o Centro de Instrução disponibilizando a infraestrutura, demonstrando cooperação com as Forças Armadas e de Segurança Pública.
O Comandante da BABE, Coronel Ricardo Beviláqua Mendes, citou a importante parceria com o CIABA, que tem muito contribuído com as ações desenvolvidas pelo Comando da Aeronáutica na Amazônia Oriental, colocando sempre à disposição a estrutura da Base para futuras interações. (Contribuição e Foto: Assessoria de Comunicação Social – CIABA).

Projeto de Pesquisa sobre detecção de derramamento de óleo no mar e rios, no Pará, é apoiado pela Marinha

Reunião entre o Reitor da UFPA, Comandante do 4º Distrito Naval e Chefe do Estado-Maior (4DN).

No dia 02 de Maio, o Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, juntamente com o seu Chefe do Estado-Maior, Contra-Almirante Carlos Roberto Rocha e Silva Júnior, receberam a visita do reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Sr. Emmanuel Zagury Tourinho.
O encontro celebrou o apoio da Marinha ao Projeto “Sistema Multiescala de Detecção e Modelagem de Derramamento de Óleo”, que prevê simulações de trajetória de óleo no mar e rios, contribuindo para determinar a origem e identificar o possível agente causador.
A Marinha irá disponibilizar meios navais para auxiliar os pesquisadores da UFPA. (Contribuição e Foto: Marinha do Brasil).

Por Imediato Ricardo Mendonça: A expressão de estado de “Flow” (2).

Imediato Mendonça em estado de Flow.

Na edição anterior, o nosso grande amigo, Imediato Ricardo de Sá Mendonça, iniciou uma grande explanação sobre “estado de flow” e seus oito componentes. Finalizando a matéria, explanaremos cada um desses assuntos:

  1. Finalizar tarefas que exigem habilidades.
    O primeiro elemento diz respeito a sensação de terminar uma atividade. Isso porque, quando somos desafiados, nos sentimos mais encorajados a finalizar uma tarefa. Porém, entenda que não precisa ser algo extravagante. Na realidade, tarefas diárias sempre nos desafiam.
  2. Fundir ação e consciência.
    Os desafios das atividades exigem colocar as habilidades em prática. Assim, “as pessoas ficam tão envolvidas no que estão fazendo que a atividade se torna espontânea, quase automática; elas param de ter consciência de si mesmas como estando separadas das ações que realizam“.
  3. Fazer metas claras.
    Porém, de nada adianta se as metas não forem claras. Não só na área profissional, mas na vida como um todo. Por isso, estipular metas é um exercício de reflexão. Então, planejar a vida a curto, médio e longo prazo é essencial para se manter no flow.
  4. Obter feedback imediato.
    Sabemos que algumas metas exigem tempo, então nem sempre temos um feedback imediato. Nesse sentido, é importante analisar durante o processo o quanto avançamos nas metas. Então, devemos estar atentos às informações sobre nossas ações.
  5. Ter concentração na tarefa do momento: foco.
    Essa concentração diz respeito ao esquecer os aspectos desagradáveis da vida. Isso porque, “atividades que apreciamos exigem um foco completo da atenção na tarefa do momento – sem deixar lugar na mente para informação irrelevante.”
  6. Controlar as ações.
    Nesse sentido, é preciso desenvolver o controle sobre nossas ações. Sabemos que não é fácil, muito pelo contrário. A cada dia somos desafiados com situações. Ainda mais quando nos relacionamos e precisamos lidar com as diferenças
  7. Perder a autoconsciência.
    Uma vez que estamos concentrados na atividade, perdemos a autoconsciência. Mas isso não quer dizer que estamos “viajando na maionese” ou “andando nas nuvens”. Por mais que no estado do flow há uma semelhança de flutuar, é preciso fazer um alerta
  8. Perceber a transformação do tempo.
    Por fim, o último componente do estado de flow diz respeito à percepção do tempo. Isso significa que quando estamos numa experiência ótima, o tempo voa. Em contrapartida, quando estamos numa atividade que não nos traz satisfação, o tempo desacelera

RUMO CERTO

  • A Vereadora Millena Barroca Rocha, da cidade Miraí (MG), concedeu importante “Moção de Aplauso” a um grande Comandante da Marinha Mercante, amigo do colunista. Voltaremos com matéria.
  • O Comendador Rodrigo Agostini, Presidente da AIEB-Brasil, encerrou no final de Abril a “Páscoa Solidária”. Muitas crianças tiveram sorrisos nos rostos ao receber as doações. Parabéns!
  • Nosso colega Capitão de Longo Curso Luciano Santos Rodrigues já nos preparativos para voltar ao batente nas grandes navegações.
  • O Acadêmico Benemérito da Abrammil, José Cândido, sempre lendo nossa coluna e fazendo a divulgação nos meios sociais. Agradecimentos ao amigo!
  • O José Cândido, juntamente com a Presidente Patrícia Magluta e demais rotarianos do Vésper muito têm contribuído e ajudados com ações sociais em favor das pessoas carentes.
  • O 1º Oficial de Náutica Júlio Azevedo Rodrigues da Silva, que agora curte merecido repouso ao lado da família, teve boa passagem no seu embarque, onde assumiu pela primeira a função de Encarregado da Navegação. Parabéns!
  • O Contramestre Francisco Cesar Piveta de Lima nem bem desembarcou, já está querendo retornar ao navio. Esse nasceu para o mar. Em breve retornará as límpidas águas oceânicas.
  • Outro tripulante que não tira os pensamentos em navio é o Capitão de Longo Curso Marco Antônio Panda Carvalho. Esse tão cedo não pensa em aposentadoria. Força ao amigo!
  • O Capitão de Longo Curso Gilberto Maciel é um grande Mestre dos Mares. Ele atua no Simulador de Navegação, repassando seus conhecimentos àqueles que se farão ao mar. O colunista foi seu aluno.
  • Pessoa de palavra é o Oficial Superior de Máquinas Marcus Valério Fonseca. Excelente ter colegas de trabalho de confiança. Assim a união faz a força e move navios.

NAVEGANDO

Na última terça-feira (03), o Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, reuniu-se com parlamentares do Maranhão para tratar assuntos relacionados ao Programa Calha Norte, que leva ao desenvolvimento da Região da Amazônia Legal. Esse programa está presente em 155 municípios do estado.

Em nosso país, a Autoridade Marítima Brasileira (AMB) é a Marinha do Brasil, responsável pelo Sistema de Ensino Profissional Marítimo (SEPM), conforme a Lei Nº 7.573/86 de 23 de Dezembro de 1986. Os cursos permitem a capacitação em áreas técnicas e correlatas necessárias para que a Economia do Mar se desenvolva. Temos 70 órgãos do SEPM (CIAGA, CIABA, Capitanias, Delegacias e Agências).

A “Cargil” e a “Hidrovias do Brasil” estão investindo em levantamentos de hidrografia dos Estreitos. Esses estudos ajudarão a dimensionar novos comboios entre o Rio Amazonas e Vila do Conde. Nos próximos oito anos são previstos o aporte de R$ 1,5 bilhão em instalações portuárias e embarcações, conforme estima a Amport.

A Frota de Apoio Marítimo voltou a crescer e ultrapassou 400 embarcações no mês de Março de 2022. A “Abeam” contabilizou 8 unidade de bandeira estrangeira a mais do que em Fevereiro desse ano, bem como a manutenção das embarcações de pavilhão brasileiro.

A “CBO” avançou para a segunda posição em números de embarcações de Apoio Marítimo, compondo metade das embarcações adicionais no mês de Março. É o mercado offshore voltando a ficar em alta após alguns anos de recesso, muito em parte ocasionada pela Operação Lava-Jato.

A Marinha do Brasil apoiou resgate de canoas durante a realização da XXIV Regata de Canoas, ocorrida na Lagoa Grande, em Buriti dos Lopes (PI). O evento do dia 30 de Abril contou com o apoio da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), tendo a participação de diversos pescadores da região.

Mais de R$ 320 mil reais foram contabilizados em multas aplicadas às empresas e pescadores flagrados em pesca ilegal de camarão no litoral de São Paulo. A operação denominada “Decapoda” (nome científico do camarão), do IBAMA, teve o apoio da Marinha do Brasil e da Polícia Ambiental Marítima.

Para quem não sabe, a nossa língua portuguesa é a quarta mais falada no mundo, porém uma das mais difíceis. No último dia 05 de Maio comemorou-se o Dia Mundial da Língua Portuguesa. Dentre a população mundial, 260 milhões de pessoas (3,7%) falam o idioma, depois do mandarim, inglês e espanhol.

Os cadetes da “Academia da Força Aérea” (AFA) participaram do Simpósio das Aviações e da Infantaria 2022, em evento realizado no dia 04 de Maio, promovido pelo Comando de Preparo (Comprep). Os futuros Oficiais, que cursam atualmente o 4º Ano da Academia, receberam conhecimentos das atividades operacionais que desenvolverão após formados.

Na mesa do colunista o convite para a “Cerimônia de Juramento à Bandeira dos Alunos do 1º Ano da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante”, a ser realizado no dia 13 de Maio de 2022 no “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar”. Tudo indica que estaremos presente. Agradecimentos ao Comandante Enes e a Assessoria de Comunicação Social (Tenente Layza). (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next