CONVÉS PRINCIPAL – “10º Encontro de Autoridades” da AIEB-Brasil homenageia personalidades civis e militares.

Evento foi realizado na Câmara Municipal de Duque de Caxias (RJ).
CLC Gondar (à direita), representando a Marinha Mercante Brasileira, ao lado de agraciados.
Vice-Presidente da AIEB-Brasil, Gisele Santana, ao lado das agraciadas. Força feminina no evento.
Comendador Rodrigo Agostini, Presidente da AIEB-Brasil, ao lado dos agraciados civis e militares.

A “Associação Internacional dos Embaixadores da Paz” (AIEB-Brasil) realizou no dia 20 de Maio o “10º Encontro de Autoridades”, homenageando e condecorando personalidades civis e militares que tenham se destacado em suas funções e deveres com a sociedade e a nação brasileira.
O evento foi celebrado na Câmara Municipal de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, sendo entregues 98 Medalhas da “Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz” (ABFIP).
Entre as condecorações estavam as medalhas “Cinquentenário das Forças de Paz no Brasil”, “Tiradentes”, “Policial Lei e Ordem”, “Heróis da Guerra dos 6 Dias”, “Jubileu de Brilhante” e ‘Jubileu de Brilhante da Vitória”.
O presidente da AIEB-Brasil, Comendador Rodrigo Agostini, emocionado, cumpriu mais uma missão da instituição, que além de participar ativamente de ações sociais, também presta a devida homenagem àqueles que trabalham em prol da humanidade e da segurança pública.
O Capitão de Longo Curso Francisco Cesar Monteiro Gondar, representando a Marinha Mercante, foi agraciado com a Medalha “Heróis da Guerra dos 6 dias” e “Jubileu de Brilhante da Vitória”. Também receberam a Medalha “Cinquentenário” a Capitã de Longo Curso Hildelene Lobato Bahia e o colunista, ambos paraenses.
Outro paraense a receber a medalha foi o Major (PMPA) Juniel Costa Maciel.

CIABA realiza Curso Especial para Condução de Embarcações de Estado no Serviço Público.

Militares e instrutores de ECSP.
Manobra de atracação de embarcações.

O “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA), tradicional “Universidade do Mar”, concluiu no dia 27 de Maio o “Curso Especial para Condução de Embarcações de Estado no Serviço Público”.
O objetivo do aprendizado é capacitar o aluno para patroar embarcações de Órgãos Públicos (extra-MB), dentro dos limites da navegação interior. Participaram do curso 10 militares da Polícia Militar do Pará e 4 militares do Grupamento Marítimo Fluvial do Corpo de Bombeiros Militar do Pará.
As aulas tiveram a duração de duas semanas, totalizando 52 horas. Os ensinamentos consistiram nos procedimentos práticos, especialmente no que tange a segurança pessoal e da navegação. Os alunos realizaram tarefas previstas nos objetivos gerais das disciplinas abordadas, nas quais destacamos: manobras de embarcações, navegação, navegação eletrônica e comunicações. (Contribuição e Fotos: Assessoria de Comunicação Social – CIABA).

11 de Junho – Batalha Naval do Riachuelo. Preparativos para o ataque.

Fragata “Amazonas” da frota brasileira.
A canhoneira “Araguari” da Flotilha Brasileira participou da Batalha Naval do Riachuelo.

Era começo do mês de Junho de 1865. Os vapores de guerra paraguaios, que acompanhavam o General Robles, juntamente com a tropa terrestre, foram deslocados para defender a cidade de Corrientes.
Houve um confronto naval com as forças brasileiras, comandadas pelo Almirante Barroso, que patrulhavam o rio Paraná. O General foi atingido por uma espada no peito, causando considerável ferimento.
As tropas e a esquadra Paraguai estacionaram em Riachuelo. Havia um povoado com rio de mesmo nome, adentrando um canal que garantiria posição resguardada, próximo ao rio Paraná. Para os brasileiro seria ruim, uma vez que os navios da esquadra imperial não avistariam o cerco que estava formado.
A situação animava os paraguaios no sentido de executar um grande ataque à flotilha brasileira. Também no dia 09 de Junho, o ditador Solano López chegava no Forte de Humaitá, ordenando a preparação de todas as embarcações disponíveis. Foram escolhidos os mais aptos para comandá-las.
Estava assim formado o teatro de operações para a grande Batalha Naval do Riachuelo.

Homenagem da coluna: Imediato Ricardo de Sá Mendonça.

O então 2ON Mendonça ao lado da sua esposa Fabiana – Bordo do NT “Piraí”.

A coluna de hoje homenageia um dos grandes tripulantes da Marinha Mercante Brasileira: o Imediato Ricardo de Sá Mendonça.
Já se vão 25 anos desde a formatura, na Turma “Ayrton Senna da Silva”, em 04 de Julho de 1997. Após a conclusão de sua Praticagem, o “Mendonçinha”, como era carinhosamente conhecido, foi direto ao CIABA, dando entrada na sua Certificação, para logo depois voltar ao para Rio de Janeiro.
Em nova entrevista na Fronape, teve a oportunidade de embarcar no NT “Piraí”. Naquela época, o navio ficava bastante tempo amarrado em monoboias, onde as vazões eram bastante lentas. A mais demorada se chamava “Bijupirá”.
Na função de Segundo Oficial de Náutica, foi orientado e treinado pelo Imediato Paulo e Bombeador Balbino. Tirava sempre serviço na madrugada. Sua esposa Fabiana, durante férias da faculdade, embarcava por um período a bordo, amenizando as saudades que o marítimo sente da família.
No 1º embarque, ficou mais de um ano a bordo no NT “Piraí”, tendo sempre as mesmas rotas: Rio de Janeiro, Angra dos Reis, São Francisco do Sul, São Sebastião e, algumas vezes, Buenos Aires.
Foi nessa embarcação que teve a certeza de estar na profissão certa. Durante o tempo que ficou na Fronape também embarcou nos navios Piquete e Pirajuí. Lembranças das boas experiências embarcado nos Navios Tanques.
Parabéns, Imediato Ricardo de Sá Mendonça. Orgulho maior de nossa Marinha Mercante Brasileira.

RUMO CERTO

  • A nossa querida professora Selma Grello sempre enviando mensagens ao colunista, felicitou pela palestra realizada no CIABA, no último dia 25 de Maio.
  • Dois dias antes, o colunista foi muito bem recebido pelo Capitão de Longo Curso José Menezes Filho e sua esposa, no Rio de Janeiro (RJ). Ele que é uma das grandes expressões da Marinha Mercante Brasileira.
  • O Comandante Menezes ostenta as mais altas condecorações da Marinha do Brasil, como a Medalha de Mérito Tamandaré e a Medalha de Mérito Naval, no grau de Comendador.
  • O Marinheiro Marcílio Dias, herói da Guerra do Paraguai, faz parte do banner e slogan lançados pela Marinha do Brasil em comemoração a Batalha Naval do Riachuelo deste ano.
  • O Oficial Superior de Máquinas Magalhães, curtindo a aposentadoria ao lado da família na bela cidade de Fortaleza (CE), agora frequenta a academia para ficar em forma. Nunca é tarde para nada.
  • O Capitão de Longo Curso Luciano Santos Rodrigues formando uma boa parceria com o colunista a bordo do NT “André Rebouças”. Navio vem em boa ascensão
  • A Capitã de Longo Curso Hildelene Lobato Bahia, que é a Embaixadora da IMO no Brasil, é pré-candidata a Deputada Estadual pelo Rio de Janeiro nas eleições deste ano. Na torcida!
  • O grande amigo Antônio Rodrigues da Silva Neto, que pertence ao Quadro Técnico de Oficiais da briosa Marinha do Brasil, foi promovido ao posto de Capitão de Fragata. Merecido! Profissional de alta qualidade e gabarito.
  • O Capitão de Longo Curso Marco Antônio Panda Carvalho é fã de carteirinha do colunista. Acreditem! Ele guarda todas as fotos. Valeu, amigo!
  • Dois sites de sucessos que falam sobre a Marinha Mercante Brasileira: “Portal da Navegação” do Edson Sabbá e o “Luis Celso News” do Luis Celso. Sempre atualizando as notícias do nosso setor.

NAVEGANDO

No mês de Julho teremos a formatura dos novos Capitães de Cabotagem pela nossa “Universidade do Mar”, que é o “Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar” (CIABA). Com essa categoria, estarão habilitados a comandar navios na cabotagem ou imediatar no longo curso.

O próximo grande evento da Marinha do Brasil será a Cerimônia da Batalha Naval de Riachuelo, que comemorará seu 157º Aniversário. Várias personalidades civis e militares serão agraciadas com a Medalha da Ordem do Mérito Naval, em eventos que ocorrerão no dia 10 de Junho.

Os estaleiros no Brasil estão enfrentando dificuldades devido à falta de incentivos dos nossos políticos e à alta carga de impostos pagas. Mesmo com a “bendita” BR do Mar, armadores afirmam que as demandas da cabotagem não sustentariam a indústria naval. Falta mesmo é um plano para alavancar esse setor que já foi um dos maiores do mundo no passado.

A Rússia informou que vai abrir um corredor humanitário para que navios mercantes com alimentos deixem a Ucrânia, em troca do levantamento de algumas sanções. Esses dois países respondem por quase 1/3 das exportações globais de trigo e 20% dos embarques de milho.

Pelo menos um proveito para o marítimo brasileiro poderá advim da “BR do Mar”: redução no tempo de espera por estágios embarcados, a famosa Praticagem. A DPC (Diretoria de Portos e Costas) contabiliza em torno de 300 Praticantes que concluíram a escola de formação e continuam aguardando até 6 meses para embarcarem e cumprirem a etapa seguinte ao término dos estudos.

Entre dos dias 28 de Maio e 1º de Junho, a Marinha do Brasil realizou a “Operação Fortaleza”, em conjunto com a Marinha Nacional da França e o Exército de Terra Francês, com o propósito de incrementar a capacitação dos militares e elevar o nível de interoperabilidade entre as Forças Aramadas envolvidas.

O Exército Brasileiro vem atuando no auxílio à população pernambucana atingida pelas fortes chuvas na região metropolitana do Recife. Infelizmente tivemos perdas de vidas nos desastres de deslizamentos. Os órgãos do Governo do Estado e a Prefeitura vêm atuando para ajudar as vítimas.

A Força Aérea Brasileira também vem prestando apoio na região do Recife, com sobrevoos nos municípios e prestando assistências, resgate e salvamento e atendimentos humanitários. Nossas Forças Armadas sempre estão atuando nesse tipo de catástrofes ao longo do tempo.

A partir de 1º de Junho, a Carteira Nacional de Habilitação passou a ser emitida em novo formato, ficando moderno e cumprindo determinações legais. Além disso, terá informações em inglês e português, facilitando o uso em outros países.

No dia 04 de Junho estará chegando a Belém o NT “Oscar Niemeyer”, o “xodó” do colunista, como dizia o saudoso amigo mestre Alyrio Sabbá. O navio virá sob o Comando do Capitão de Longo Curso Newton Peninha. Já o Comandante Américo se encontra com sua bela nave no porto de Lapampilla, no Peru. (RM).

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next