NAVEGAÇÃO EM FOCO – Navio de assistência hospitalar inicia operação humanitária

A caminho da calha do Rio Negro desde domingo, o navio de assistência hospitalar “Soares Meirelles” dQeve realizar 300 cirurgias de catarata e doar 4.000 mil óculos para as comunidades que vivem nas cidades de Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e Novo Airão, no Estado do Amazonas, nos próximos 10 dias. As ações fazem parte da 3° edição da Operação Humanitária de Cirurgia de Catarata e Doação de Óculos.
A missão é coordenada pela Marinha do Brasil, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) em parceria com o Instituto Paulista de Estudos e Pesquisas em Oftalmologia (Ipepo/Unifesp), Fundação Piedade Cohen (Fundapi), Sociedade Amigos da Marinha (Soamar) e indústrias parceiras. “Levando até o lema do nosso navio ‘Saúde com dignidade’ no próprio sentido da isonomia de dignidade, você poder tratar o seu igual de forma igual, eu acho que é essa a importância da ação. Existe aQté um ditado ‘os olhos são a janela da alma’, então a gente poder levar um pouquinho mais de acalanto, de conforto ao nosso ribeirinho tão desassistido, eu acho que é essa magnitude do projeto”, ressaltou o comandante do navio, o capitão de corveta da MB José Lauro Motta de Oliveira.
O navio “Soares Meirelles” tem uma tripulação de 48 militares entre médicos oftalmologistas, enfermeiros e de outras especialidades, e 12 médicos oftalmologistas civis. O retorno dos profissionais a Manaus (AM) está marcado para 8 de junho.

FAB viabiliza primeiro voo por instrumentos em Parintins

Avião da Azul após o pouso no aeroporto de Parintins (AM).

O IV Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV) coordenou o procedimento inédito na pista do aeroporto de Parintins (SWPI), cidade distante 369km de Manaus (AM). Foi a Primeira Aproximação de Performance de Navegação Requerida (RNP, do inglês, Required Navigation Performance) para pista homologada somente para operações sob Regras de Voo Visual (VFR) na Amazônia Legal.
Esse tipo de procedimento, que utiliza a capacidade embarcada das aeronaves, no caso a Navegação de Área Satelital (GNSS, do inglês, Global Navigation Satelital System), visa proporcionar a transição do voo em rota para os fixos iniciais de aproximação, com trajetórias definidas, bem como descida estabilizada na aproximação final, utilizando gradientes ótimos e garantindo ganhos reais em termos de segurança e regularidade nas operações aéreas.
O Comandante do CINDACTA IV, brigadeiro do ar Raul Carlos Camara Borges, e o chefe da Divisão Operacional do CINDACTA IV, tenente-coronel aviador Alessandro Silva, acompanharam o procedimento do Centro de Controle de Área Amazônico (ACC-AZ). Em Parintins, a ação foi coordenada pelo chefe da Subdivisão de Operações Militares do CINDACTA IV, o tenente-coronel controlador de tráfego aéreo Edivaldo Cardoso dos Santos.
Foi um marco, tanto para o aeroporto de Parintins quanto para o controle do espaço aéreo na Amazônia. “Esse procedimento utiliza a capacidade embarcada nas aeronaves para prover, a partir de sinais satelitais, nesse caso específico, sua posição tridimensional com a máxima precisão”, explicou o tenente-coronel Cardoso.

Mares & Rios

O comandante do 4º Distrito Naval, vice-almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, já está tomando as providências para cerimônia alusiva ao aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, data magna da Marinha do Brasil. Durante a solenidade que será realizada no dia 10 de junho no Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar” (CIABA) haverá a imposição da Medalha da Ordem do mérito Naval.

Mais uma embarcação naufragou nos rios da Amazônia. Desta vez, o acidente aconteceu domingo, em Abaetetuba. 25 passageiros foram resgatados pelos Bombeiros, no rio Campompema. Uma criança foi levada para a Upa da cidade e está fora de perigo. A Polícia Civil informou que está ouvindo testemunhas e investigando as causas do acidente.

No dia 27 de maio, o CIABA concluiu o Curso Especial para Condução de Embarcações de Estado no Serviço Público (ECSP), o qual tem como objetivo Capacitar o aluno para patroar embarcações de Órgãos Públicos (extra-MB), dentro dos limites da navegação interior. Participaram do curso 10 militares da Polícia Militar do Pará; e 4 militares do Grupamento Marítimo Fluvial do Corpo de Bombeiros do Pará. O curso teve duração de duas semanas, com um total de 52 horas, e teve como objetivo ensinar procedimentos práticos, especialmente em termos de segurança pessoal e da navegação. Foi dada oportunidade para todos os alunos realizarem as tarefas previstas nos objetivos gerais das disciplinas abordadas, dentre elas: manobra de embarcações, navegação, navegação eletrônica e comunicações.

Militares e instrutores do curso ECSP

O delegado da Adesg-PA, Mario Martins Junior, fechou parceria com Ariel Brandão da The Bubble ST. Agora, os adesguianos tem descontos especiais em produtos. O espaço fica na rua Boaventura da Silva, 1245, próximo à avenida Alcindo Cacela.

Desembargador Mairton Marques Carneiro e Madson Brandão no momento da assinatura do termo de cooperação.

O Dia do Serviço de Saúde foi comemorado no dia 28 em homenagem ao Patrono do Serviço de Saúde do Exército Brasileiro, general de brigada João Severiano da Fonseca, que nasceu nesta mesma data no ano de 1836. Para celebrar este dia, o Hospital Geral de Belém (HGB) promoveu solenidade militar com a presença do Comandante Militar do Norte, general João Chalella Junior, recepcionado pelo comandante do HGE Belém, coronel médico José Ricardo Lopes e de demais autoridades civis e militares.Durante a formatura, a oração do Guerreiro de Selva foi proferida pela tenente fisioterapeuta Kelly Abreu. Em seguida, a tropa prestou continência à memória do Patrono e realizou o desfile

Tropa prestando continência à memória do Patrono do Serviço de Saúde do Exército Brasileiro
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Previous
Next